Moises AI

Explorador de Som: Como o Trabalho de Jordan Rudess foi Inspirado pelas Novas Tecnologias Musicais

Nessa entrevista exclusiva, o músico do Dream Theater fala sobre como a música e a tecnologia estão entrelaçadas em seu processo criativo.

Entrevista Jordan 1.jpg

A tecnologia impactou a forma como as pessoas praticam, criam e performam música, e definitivamente mudou o processo de aprendizado musical ao longo dos anos. Certamente influenciou o trabalho de Jordan Rudess para melhor, como ele conta nessa entrevista exclusiva.

Um músico renomado com uma educação musical brilhante

Rudess é tecladista/multi-instrumentista e compositor da banda vencedora do Grammy Dream Theater. Você também o encontrará tocando com seu grupo, Liquid Tension Experiment, junto a John Petrucci, Mike Portnoy e o baixista Tony Levin.

Se você ainda não conhece o trabalho de Jordan Rudess, lembre-se: ele é um homem multifacetado: Jordan é um educador de coração, autor de livros de técnica de teclado, e também administra um Conservatório de Música Online, que oferece cursos e aulas sobre tudo, desde fundamentos básicos de música até exercícios avançados que Jordan desenvolveu pessoalmente ao longo dos anos.

Muitos o consideram um virtuoso, e isso tem tudo a ver com sua formação inicial na música. Jordan frequentou a Juilliard School, líder mundial em educação artística, aos 9 anos. Na adolescência, ele se tornou um amante da tecnologia e começou a incluir sintetizadores em suas apresentações.

Entrevista Jordan 2.jpg

Música e tecnologia: irreversivelmente entrelaçadas no processo criativo de Jordan

Jordan é apaixonado por música e tecnologia e, há mais de uma década, vem trabalhando na emocionante interseção de ambas as áreas. Além de estar no palco com a próxima turnê do Dream Theater, ele se tornou o dono da Wizdom Music, uma empresa de desenvolvimento de aplicativos que desenvolveu aplicativos premiados.

Conversamos com Rudess sobre o uso da tecnologia na música, seu processo criativo e muito mais. Confira:

MOISES: Quantos anos você tinha quando começou a praticar música? Foi teclado desde o início?

JORDAN RUDESS: Eu tinha 7 anos. Tive um professor que reconhecia que eu tinha um bom ouvido, então ele ignorou as regras e me ensinou os acordes e a como improvisar. Depois que foi descoberto que eu tinha algum talento, meus pais me arranjaram um professor clássico adequado, e eu fiz o teste para a Juilliard e comecei a ir lá aos 9 anos.

MOISES: Você é um entusiasta da tecnologia. O que você acha do uso da tecnologia na música?

JORDAN RUDESS: É incrível pensar sobre as oportunidades que a tecnologia musical pode oferecer. Da expressão musical à análise de áudio, uma tecnologia que fornece entretenimento avançado a ferramentas que ajudam a educar os alunos e treinar o músico.

MOISES: A tecnologia tem ajudado os músicos a criar suas apresentações. Como foi usar o Moises para se apresentar ao vivo no NAMM?

JORDAN RUDESS: Incrível! Eu sabia que seria interessante usar o Moises em uma apresentação - mas quando eu realmente me apresentei com ele, rapidamente percebi que ele abre possibilidades musicais maravilhosas que nunca estiveram disponíveis para mim antes.

MOISES: Acabamos de lançar o Moises iPad App e estamos muito felizes em tê-lo como um entusiasta! Como o Moises faz parte do seu dia a dia?

JORDAN RUDESS: Descobrir o Moises foi um despertar para mim. Eu o amo. Ele coloca tantas ferramentas musicais avançadas logicamente em um único ambiente, é como um sonho que se tornou realidade. Eu o uso para fazer duetos com cantores que eu gosto, solando as partes. Eu o utilizo para praticar violão, diminuindo a velocidade e removendo as partes do violão enquanto deixo o baixo e a bateria.

MOISES: Como é quando você está compondo novas músicas? Você tem alguma preparação ou ritual?

JORDAN RUDESS: Uma vez que as rodas do processo criativo estão fluindo, é quase como se fosse um trem imparável. Eu sou um improvisador e adoro sentar junto ao meu instrumento e criar novas ideias. Eu também gosto de compor música de maneiras diferentes. Muitas vezes eu começo com um som de piano e depois orquestro as coisas e até removo o piano. Às vezes as coisas começam com um groove de bateria ou uma linha do baixo. A tecnologia também pode certamente influenciar minha composição.

Entrevista Jordan.jpg

MOISES: Você é muito interessado em educação e em educar. Como você usa o Moises para se educar através da prática?

JORDAN RUDESS: É incrível ter acesso a funcionalidades como o Pitch Changer e o AI Key Detection, e além disso, até mesmo ver quais acordes estão sendo usados. Que presente incrível para músicos e estudantes ter esse software. Quando eu cresci não havia nada assim. Trata-se de dar acesso à informação e o Moises torna possível ir a fundo realmente e obter essa informação da música.

“Atualmente, estou voltando para músicas que cresci ouvindo e usando a separação de faixas para ouvir essas músicas que amei em um nível totalmente diferente. Coisas como "YES- And You and I” ou partes de Dark Side of the Moon estão me surpreendendo mais uma vez depois de separar todas as faixas!”

MOISES: Você se importaria de compartilhar conosco uma dica prática usando o Moises iPad App?

JORDAN RUDESS: Uma das minhas coisas favoritas é carregar uma música, e depois ligar o Smart Metronome e diminuir a velocidade sem mudar o tom. Praticar as partes lentamente com o metrônomo e depois aumentar gradualmente a velocidade é a melhor maneira de realmente dominá-las! Se você quer um desafio REAL, tente mudar o tom uma escala e toque a música transposta! A exibição de acordes te ajudará muito nesse caso.

MOISES: Como melhorar a improvisação no teclado, especificamente na música latina? Qual seria a dica de ouro de teclado para iniciantes?

JORDAN RUDESS: Ser capaz de improvisar no teclado significa ser capaz de encontrar rapidamente todos os acordes e suas inversões. Isso leva tempo. Improvisar também é quase como falar no sentido de que você está invocando palavras musicais e montando “frases como frases musicais”. É preciso desenvolver seu vocabulário musical para falar a linguagem musical. Claro que na música latina, o componente rítmico é fundamental e precisa ser estudado! Esse é um assunto que traz muitos outros dentro de si mesmo!

MOISES: O Dream Theater entrará em turnê. Qual é a melhor parte disso? Existe uma rotina de estudos e ensaios quando você está em turnê?

JORDAN RUDESS: Adoro viajar para todos os diferentes países e sentir todas as diferentes culturas. Eu sou alguém que sai e caminha muito, então eu experimento muito das vistas e sons de um lugar! Geralmente, o Dream Theater trabalha em conjunto por algumas semanas, mas é claro que a preparação individual vai além disso! Eu normalmente começo a programar sons no meu teclado meses antes de uma turnê e também a trabalhar nas partes difíceis com o Moises para ajudar a desacelerar as coisas no começo e depois a acelerá-las novamente!

E você? A tecnologia tem ajudado você a dominar suas habilidades musicais? Nossa equipe está sempre em busca de aperfeiçoar a IA Moises, desenvolvendo o melhor aplicativo de música para nossa comunidade e fornecendo a você as funcionalidades mais eficazes e simples.

Se você também gosta muito de tecnologia, conheça nosso novo lançamento: Moises iPad App: Um Novo Jeito de Tocar Ao Vivo

Agora que você conhece o Jordan, dê uma olhada em outro músico renomado que o Moises também entrevistou: Conheça Eloy Casagrande, baterista da banda Sepultura

Pronto para tocar em outro nível?Comece grátis!